Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Projetos estratégicos e aeronaves modernizadas são apresentadas pela Aviação do Exército

Taubaté (SP) – Aeronaves armadas e com alta tecnologia, como os modernizados Pantera K2 e Fennec AvEx, que com toda a tecnologia embarcada já são empregadas em missões de combate, apoio ao combate e apoio logístico de toda a Força Terrestre; e os Sistemas de Aeronaves Remotamente Pilotadas (SARP) categorias 0,1 e 2, vetores que somam para manter a Aviação do Exército (AvEx) na vanguarda do combate moderno, foram alguns dos meios da AvEx apresentadas para autoridades civis e militares que visitaram o Forte Ricardo Kirk no dia 5 de julho.

Na oportunidade, a comitiva do Ministério da Defesa, acompanhada do Secretário de Economia e Finanças, General de Exército Sérgio da Costa Negraes, do Comandante Militar do Sudeste, General de Exército Guido Amin Naves, e demais autoridades civis e militares foram recebidos no Forte Ricardo Kirk.

"Os vetores que estão colocados aqui na Aviação do Exército a disposição do Exército e da sociedade brasileira são fundamentais para a defesa do país. O Ministério tem a certeza da importância destes vetores e estamos fazendo de tudo para obter recursos para fazer a modernização das demais aeronaves e fazer a compra de novas aeronaves", disse o Secretário de Orçamento e Organização Institucional do Ministério da Defesa, José Roberto de Moraes Rego Paiva Fernandes Junior.

O Nauru, SARP categoria 2 da Aviação do Exército apresentado para a comitiva,é o novo Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotado e vai atuar em operações altamente estratégicas de vigilância, segurança e monitoramento de fronteiras, em missões apoiando a força terrestre em todo território nacional.

"O ingresso dos SARP na nossa Força vem aumentar ainda mais a nossa capacidade. A partir do momento que utilizamos estas aeronaves sem pilotos, para fazer inclusive ataques, eles se somam com os meios já existentes da Aviação do Exército e tropas aeromóveis, aumentando ainda mais a efetividade do cumprimento da missão", explicou o Comandante Militar do Sudeste, General Amin.
 
 
 
registrado em:
Fim do conteúdo da página